quinta-feira, 3 de julho de 2008

LDU - Campeão da Libertadores 2008




Fluminense falha nos pênaltis, e a LDU é campeã da Taça Libertadores
Conca, Thiago Neves e Washington perdem as cobranças, e goleiro Cevallos vira o herói da conquista equatoriana



Fluminense no mundial hahahahaha




Muito abatido, o técnico Renato Gaúcho disse que a perda do título da Libertadores um dos piores 'nocautes' que ele já sofreu na vida (assista o video).



- Na vida, os vencedores também são golpeados. E me considero um vencedor, meu currículo fala por mim. Mas foi um nocaute. Talvez tenha sido o pior deles depois da perda do meu pai. Mas quem está no futebol sabe que isso pode acontecer em qualquer momento Eu e o grupo somos vencedores, e o Fluminense vai brigar por uma das quatro vagas na Libertadores do ano que vem - disse.



Único a dar entrevistas após a partida, o comandante negou uma grave crise no Tricolor, uma vez que o burburinho na sala de imprensa dava conta de uma tentativa de agressão dos companheiros a Dodô, que estaria deixando o clube, a saída de Fábio Mahseredjian rumo ao Inter, motivada por desentendimentos com ele, Renato, além da insatisfação de parte dos jogadores com as últimas declarações do técnico.



- O que eu posso dizer é que as três coisas são mentiras. Isso é bafafá de quem não gosta do Fluminense. É só perguntar para os envolvidos, que eles darão a resposta. Nosso grupo é unido, do presidente ao roupeiro – garante Renato.



Ao falar sobre o jogo, Renato deu os parabéns à LDU pela vitória e lamentou a imperícia dos atacantes nas cobranças de pênaltis.



- Fica difícil explicar uma derrota dessas. Buscamos, tivemos algumas oportunidades, mas a bola não entrou. Fomos para os pênaltis, tínhamos os melhores batedores, mas eles não estiveram numa noite feliz. Faz parte.



Bieler, atacante da LDU, revela que não imaginava que a equipe equatoriana chegasse ao inédito título da Taça Libertadores da América

Um dos destaques da LDU ao longo da Libertadores 2008, o ala-direito Guerrón não conteve a alegria com o inédito título sul-americano. Explica-se: é a primeira vez que uma equipe equatoriana conquista a Taça Libertadores da América. Segundo Guerrón, os jogadores da LDU entram definitivamente para a história do futebol do Equador.

- O Fluminense é uma grande equipe. O título estava para um dos dois, e nós conseguimos ganhar. Entramos para a história, pois nunca uma equipe equatoriana havia ganhado a Libertadores. O importante é que mantivemos a calma e acertamos os pênaltis. É muita alegria, o Equador está em festa - vibra o jogador, já negociado com o espanhol Getafe.

O atacante argentino Bieler, outro destaque da LDU na campanha do título, ressalta a humildade do time equatoriano e afirma que, no início da campanha, ele jamais imaginava que a equipe pudesse chegar ao título (assista ao vídeo).

- Não imaginava. É um momento único. É uma equipe muito humilde e agora vai ser festa no Equador - diz.

Fonte: Globoesporte

4 comentários:

Mayna disse...

Eu só sei que adorei a derrota do Fluminense. Assim, pude sacanear vários tricolores que conheço. Mas tenho que ser justa: O Fluminense jogou muito mais que o LDU durante toda a partida, mas deram mole nos pênaltis. Fazer o que? Nem sempre o bom futebol ganha o jogo...

http://maynabuco.blogspot.com

Notícias incríveis disse...

Nossa, o Fluminense jogou tão bem, fez 3 gols, e nos penaltis perde.
;(

Noticias incriveis - Noticias mundo

'Ewertoon disse...

Eu super acho que rolou mor zica!
Bem feito, fico cantando vitoria antes da hora, e deu nisso!
Falo nadaa! Mas eu mimijei de rir na horaa do jogo!
Foi justo!

ViNícULa disse...

acho que botafoguenses não tem moral alguma pra tirar com a cara de tricolores
mas como não sou fluminense
então não é uma crítica
é só uma constatação

sem ofensa

outra

rival
tem que tirar mesmo, até porque, o botafogo tem a desculpa de ser o sexto clube mais azarado do planeta
o que é muita coisa


outra

o fluminense não ganhou porque não teve alma
não foi raçudo o suficiente pra ganhar

o salto alto quebrou em algum buraco do maracana